17/05/2022
spot_img
InícioDicas para cachorroTem um cachorro medroso em casa? Descubra como agir

Tem um cachorro medroso em casa? Descubra como agir

Como um cachorro medroso expressa seus medos de maneiras não-verbais? Descubra tudo sobre o comportamento de seu animal de estimação, com dicas e instruções.

Acima de tudo é fundamental que o tutor compreenda como agir da melhor maneira possível para fazê-lo se sentir seguro.

Compilamos uma lista de sugestões para ajudá-lo a acalmar seu amado animal de estimação.

Um dos primeiros passos para aprender a acalmar um cachorro medroso é determinar de onde vem o medo e, em seguida, saber quais etapas para ajudá-lo. Cada animal tem uma reação única e requer um tratamento único.

As origens do medo de um animal de estimação

Na maioria dos casos, o medo do cachorro medroso deriva de uma falta de socialização ou descuido durante os primeiros três meses de vida.

Isso pode causar ansiedade quando exposto a ruídos altos como trovões e fogo, bem como ao conviver com pessoas e outros animais.

Outro fator são experiências traumáticas, como abusos ou brigas, que resultam em aversão a algo associado ao evento.

O medo em cães mais velhos pode estar relacionado à dor, o que pode resultar em problemas de movimento ou dos sentidos, como cegueira.

Quando um animal de estimação está com medo, ele ou ela se comporta de uma determinada maneira.

A reação do animal de estimação pode revelar muito sobre como lidar com o cão assustado.

Abaixar o rabo e se esconder, evitando o contato com qualquer pessoa, é um dos primeiros sinais de medo.

Dessa maneira, é fundamental que o animal de estimação tenha um refúgio seguro em casa no caso de uma crise que ocorra sem a presença do tutor.

Em alguns casos, o filhote pode se tornar agressivo, exibindo esse comportamento por meio de latidos e rosnados.

É fundamental que você, como guardião, não fique furioso, pois isso só vai estimular mais acessos de raiva e não fará nada para aliviar os medos do animal de estimação.

Saiba mais: Será que meu cachorro pode comer tapioca? Descubra!

O que fazer em caso do comportamento de medo do cachorro

Um cachorro assustado pode buscar segurança no tutor, então é melhor não demonstrar emoções fortes como raiva, pânico ou mesmo medo, se ambos estiverem em uma situação tensa.

Em uma crise, ficar neutro e seguro será extremamente benéfico para seu filhote.

Não há problema em esperar que o cão venha até você por motivos de segurança, pois isso mostra que ele está confiante em sua capacidade de superar o medo.

Se necessário, você pode colocar um cachorro medroso na coleira, mas sem olhar para ele, pois isso será visto como uma ameaça.

Não tente assustar seu animal de estimação para um ataque de pânico. Abraçar ou dar tapinhas no cachorro é considerado uma traição.

Além disso, mesmo que o tutor esteja preocupado com o animal, ele pode ser mordido.

Confira ainda: Cachorro Lhasa Apso é bravo – Veja tudo sobre temperamento da raça

Truques para ajudar o cachorro superar o medo

Um tutor que sabe como ensinar truques e compensações a um cachorro assustado ajudará o animal a ganhar confiança. Aqui estão algumas sugestões para lidar com o medo de um filhote.

Em tempos de medo, recompensar o cão com guloseimas é uma forma interessante de ajudar.

Ofereça petiscos para o cachorro medroso

É fundamental que você não o assuste mais, dando-lhe o seu petisco quando ele não estiver latindo ou com raiva.

Esta é uma técnica que deve ser praticada repetidamente para que fique enraizada na memória afetiva do animal.

Paciência é a chave, e o filhote se sentirá amado e bem cuidado como resultado.

Aclimatar o animal de estimação a diferentes sons e ambientes

Junto com a estimulação do lanche, outro método de treinamento interessante é aclimatar o animal ao ruído ou local que o incomoda.

Lembre-se de que essas mudanças devem ser feitas gradativamente, sempre com o conforto do cão em mente. Forçar alguém a fazer algo só vai deixá-lo com mais medo.

Permita que o animal explore por conta própria, mas fique por perto para garantir a segurança do animal, especialmente se ele for a algum lugar com outras pessoas e animais.

Leia mais: Veja todas as respostas se cachorro pode ou não comer berinjela

A importância da vigilância profissional

É fundamental ter um profissional de treinamento presente. Essa pessoa o ajudará a determinar o melhor tratamento para seu animal de estimação e a estabelecer uma rotina de truques para ajudá-lo a superar o medo.

Você saberá como levar um cachorro assustado para passear ou como ajudá-lo o máximo possível em casa.

Em casos mais graves, o acompanhamento do veterinário é fundamental, pois o profissional pode perceber atitudes que o animal tem em momentos de medo que muitas vezes passam despercebidos pelos tutores.

Além disso, nunca medicar o cão sem consultar um veterinário, pois isso pode ser prejudicial à saúde.

Se esse conteúdo foi útil para você, compartilhe: FacebookInstagramTwitter e Pinterest.

Veja também: Mitos e verdades: Cachorro Pastor alemão é bravo? Saiba tudo aqui!

5/5 - (1 vote)
Renan Bernardihttps://cachorrolegal.com
Renan Bernardi é o tutor da cachorrinha "Laika". Também é jornalista e analista de conteúdos, formado em marketing pela EACH-USP, sendo uma das pessoas responsáveis por atualização de canais de comunicação do portal www.cachorrolegal.com. Renan integra o time de Marketing & Operações especializado em conteúdos sobre animais e outros assuntos relevantes, para todos os amantes do mundo pet.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES