17/05/2022
spot_img
InícioCuriosidadesVeja todas as respostas se cachorro pode ou não comer berinjela

Veja todas as respostas se cachorro pode ou não comer berinjela

Será que um cachorro pode ou não comer berinjela? Vamos dar respostas para essa pergunta, além de esclarer mais sobre alimentação dos cães.

Pela primeira vez, tornar-se um tutor de animais de estimação é uma aventura cheia de surpresas. É normal que tenhamos muitas dúvidas, mas é preciso buscar informações.

Por exemplo, nem todo mundo percebe que os cachorros não gostam apenas de carne. Muitos deles não conseguem dizer não a algumas frutas e vegetais saborosos.

Será que um cachorro pode ou não comer berinjela?

Nem todas as guloseimas que são boas para nós são seguras para nossos companheiros de quatro patas.

Cebola, alho, abacate, uva e carambola são apenas alguns dos alimentos que os cachorros não podem comer e podem até matá-los.

Dessa forma, antes de dar ao animal qualquer alimento novo, é fundamental obter informações detalhadas para garantir a segurança do animal.

Com isso em mente, escrevemos este conteúdo para dizer se um cachorro pode ou não comer berinjela.

Veja aqui: Convênio para cachorro: Será que vale a pena fazer?

Dar berinjela a um cachorro é uma boa ideia

Berinjela não só é permitida, mas também uma boa opção de lanche para a Dra. Mariana Porsani, veterinária especialista em nutrição animal.

“A berinjela é muito boa porque tem poucas calorias e auxilia no caso de animais com alterações no metabolismo da gordura”, diz a especialista.

Dada essa propriedade, a veterinária sugere que dar berinjela a cães com altos níveis de lipídios pode ser benéfico. É importante notar, porém, que ainda não há evidências científicas para apoiar essa afirmação.

Como resultado, os cães podem consumir berinjela. Preste muita atenção à porção oferecida ao animal de estimação, no entanto.

Lembre-se de que, apesar de suas muitas vantagens, os alimentos não devem ser usados ​​como medicamento em hipótese nenhuma.

Em caso de doença, o veterinário deve ser consultado o mais rápido possível. Além disso, lembre-se de que uma quantidade excessiva de berinjela pode ser prejudicial à saúde do seu cachorro.

Apesar de ser um dos alimentos que um cão pode consumir, a quantidade deve ser sempre monitorada.

Leia ainda: Existe algum risco de dar frango cru para cachorro?

Qual é a melhor maneira de incluir a berinjela na dieta de um cachorro?

Exceto para donos que fornecem alimentação natural – caso em que a dieta deve ser totalmente planejada por um veterinário especialista após avaliação do paciente – a berinjela deve ser ingerida apenas como lanche.

Por isso, só ofereça comida se seu amigo estiver entusiasmado com o vegetal. É inútil insistir no contrário.

Afinal, só porque seu cachorro pode comer berinjela não significa que ele vai gostar. Se for esse o caso, pode valer a pena procurar uma alternativa que melhor se adapte às preferências do animal.

A vantagem de usar verduras como lanche, segundo a Dra. Mariana, é que elas apresentam baixo aumento calórico.

Sendo assim, dar berinjela, por exemplo, é uma boa opção para saciar cães com apetite voraz.

Veja mais: Dicas para escovar o pelo do cachorro e evitar nós

Além de berinjela quais outros vegetais são recomendados?

Mas o que um cachorro pode comer além de berinjela? “Chuchu, abobrinha e couve-flor são escolhas excelentes”, diz a Dra. Mariana.

Isso porque, além de nutritivos, esses vegetais são ricos em água, o que auxilia na ingestão de água pelos animais de estimação.

Apesar dessas vantagens, a especialista aconselha investir significativamente mais. Como regra geral, as porções desse tipo de alimento não devem exceder 10% da oferta calórica diária.

A proporção pode variar dependendo do tamanho do cão, idade e alimentos e lanches fornecidos ao longo do dia.

“Como qualquer outro alimento que um cachorro pode comer, há um aumento calórico que pode fazer com que os cães ganhem peso”, diz Marina sobre a berinjela.

Sem falar que mesmo que as substâncias benéficas sejam consumidas com moderação, podem se tornar prejudiciais se consumidas em grandes quantidades.

Saiba mais: Aprenda a maneira correta de fazer higiene do seu cachorro

Os alimentos para animais de estimação devem ser os mais completos

Embora frutas e vegetais sejam ricos em vitaminas e minerais, eles não são necessários na comida de cachorro.

Afinal, uma ração de alta qualidade deve ser sempre a base da dieta de um animal de estimação, pois esses alimentos atendem a todas as suas necessidades nutricionais.

Não tente resolver sozinho qualquer suspeita de deficiência, obesidade ou outros problemas de saúde relacionados à alimentação.

Em vez disso, marque uma consulta com o veterinário do seu cachorro. Lembrando que as mudanças na dieta alimentar devem ser feitas gradativamente, monitorando-se as possíveis reações.

Se gostou desse conteúdo, compartilhe: FacebookInstagramTwitter e Pinterest.

Você também vai gostar: Veja quais são as 5 raças de cachorro mais populares do Brasil

5/5 - (1 vote)
Renan Bernardihttps://cachorrolegal.com
Renan Bernardi é o tutor da cachorrinha "Laika". Também é jornalista e analista de conteúdos, formado em marketing pela EACH-USP, sendo uma das pessoas responsáveis por atualização de canais de comunicação do portal www.cachorrolegal.com. Renan integra o time de Marketing & Operações especializado em conteúdos sobre animais e outros assuntos relevantes, para todos os amantes do mundo pet.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

DESTAQUES